• Vereadores recusam proposta de mudança na lei orgânica que atingiria servidores  

    Por em novembro 8, 2017


    Vereadores de Cotia derrubaram por 8 votos a 4, no primeiro turno, o projeto enviado pelo executivo em regime de urgência que mudava a legislação dos servidores municipais. Como se trata de emenda de mudança da Lei Orgânica, a votação, obrigatoriamente, será feita em dois turnos. A próxima decisão dos vereadores deverá ocorrer em sessão ordinária nos próximos 10 dias.

    Na proposta original, há questões polêmicas que criam impacto direto no pagamento a futuros servidores a serem contratados por meio de concursos e aposentadorias que virão nos próximos anos, e entre eles, o fim do pagamento de quinquênio e sexta parte.

    A justificativa apresentada pela prefeitura aos vereadores é que as mudanças resultarão numa economia de 14 milhões de reais por ano, dinheiro que será destinado a investimentos em ações sociais à população, além de garantir o pagamento de salários em dia aos servidores.

    Vereadores contrários à proposta, no entanto, não aceitaram os argumentos e votaram pela rejeição. Alguns, por não quererem votar a favor de um projeto impopular junto ao servidores, às vésperas das eleições do ano que vem.

    Há vereadores que votaram contra neste primeiro turno, porque entendem que há a necessidade de um debate mais amplo, envolvendo os servidores e o poder executivo.

    A classe mais articulada dos servidores formada por educadores se reuniu com o secretário de educação André Vasques e o presidente da Câmara, Paulinho Lenha, antes da votação para discutir o tema e chegaram a um acordo para iniciar nova discussão sobre ajustes necessários ao projeto.

    De acordo o Regimento Interno da Câmara Municipal, o projeto só poderá em virgor se houver aprovação na próxima votação.

    Redação
    Redação
    View all posts by Redação
    Redaçãos website

    Deixe seu comentário