• INSS aumentará a quantidade de consignados: cuidado!

    Por em novembro 5, 2017


    A quantidade de empréstimos consignados que o beneficiário poderá tomar será aumentado de seis para nove pelo INSS. A novidade está autorizada, mas o INSS ainda não adaptou seus sistemas

    Para especialistas, a elevação poderá aumentar o risco de endividamento e de golpes contra aposentados e pensionistas.

    Um grande risco: empréstimo consignado feito para parentes e amigos, já que esse empréstimo tem juros mais baixos. Para Marcela Kawauti, economista chefe do SPC Brasil, “as pessoas não devem emprestar o nome para ajudar terceiros, porque quem pede esse favor provavelmente está endividado e não conseguirá honrar o compromisso”.

    Outro risco é o cartão de crédito indesejado: ao tomar o empréstimo, o banco convence o cliente a aceitar um cartão de crédito, “que já vem com uma margem consignável embutida”, explica o advogado João Badari, do escritório Aith, Badari e Luchin.
    “Evite empréstimos desnecessários. Use o consignado parla emergências apenas”, afirma Marcela Kawauti.

    As dicas dos especialistas:

    1. Cuidado com empréstimo no cartão de crédito;. verifique se há o desconto da Reserva de Margem Consignável, que significa que houve o crédito consignado no cartão, que tem custos altíssimos.

    2. Não faça dívida para ajudar parentes e amigos. Dois em dez endividados estão nessa situação porque pegaram crédito e repassaram a terceiros

    3. Não tome crédito para comprar alguma coisa; se o aposentado precisa de empréstimo para comprar, é porque não tem dinheiro para a aquisição e vai ter dificuldades para pagamento. Planeje suas compras

    4. Respeite seu limite: se você compromete 100% da renda com plano de saúde e alimentação, não se endivide. Faça bem as contas para saber o que lhe vai faltar.

    5. Cuidado com os juros: apesar de ser mais barato, o consignado ainda é muito caro, com taxa anual de juros próximo dos 30% – e as aposentadorias têm correção da inflação que, neste ano, poderá ficar abaixo dos 4%.

    6. Atenção para o acúmulo de dívidas: verifique quanto de sua renda mensal está exatamente comprometida, porque com o aumento de seis para nove empréstimos, haverá muitos contatos das financeiras oferecendo consignado. Cuidado.

    7. Caixa eletrônico: um perigo. Os caixas eletrônicos costumam apresentar uma frase em destaque, oferecendo dinheiro. Ao aceitar, o usuário poderá contratar um consignado sem saber.

    8. Crédito por telefone – evite. Empresas costumam descobrir telefones de aposentados e ligam oferecendo empréstimos. Não aceite. Pesquise em várias instituições antes de fechar negócio. Livre-se de ligações indesejáveis bloqueando o número, fazendo cadastro em www.procon.sp.gov.br.

    9. Você pode bloquear o benefício para empréstimos, solicitando o bloqueio numa agência da Previdência Social, levando documento de identidade e o número do benefício. Pode agendar pela central 135.

    10. Evite empréstimos desnecessários. Só o utilize para despesas emergenciais, mantendo sua margem consignável livre para quando realmente for necessário usá-la.

    Redação
    Redação
    View all posts by Redação
    Redaçãos website

    Deixe seu comentário