Barueri e Osasco lideram ranking da violência

  • PDF

As cidades da região Oeste aparecem em posições de destaque no cenário nacional da violência contra crianças e adolescentes. É o que aponta o Mapa da Violência 2012 – Crianças e Adolescentes do Brasil, pesquisa realizada pelo Centro Brasileiro de Estudos Latino Americanos (Cebela) junto às cidades brasileiras com população acima de 20 mil moradores na faixa entre 0 e 19 anos e que foi divulgada ontem.

Uma das principais vertentes do estudo evolve a violência física. Nesse ranking, Barueri lidera na região Oeste e aparece no 70º lugar no ranking nacional, com taxa de 62,5 atendimentos por agressão, registrados pelo SUS, para cada 100 mil habitantes nessa faixa etária. Ainda de acordo com o estudo, as maiores vítimas estão faixa entre 15 a 19 anos, na qual a taxa foi de 23/100 mil. Na sequência, aparecem as faixas de 1 a 4 anos e de 10 a 14 anos, com 11 atendimentos/100 mil habitantes.

Ainda no quesito violência física, Jandira aparece em segundo lugar no ranking regional e de 115 no nacional, com taxa de 40,7 atendimentos para cada grupo de 100 mil habitantes com idade entre 0 e 19 anos.

Em 166ª posição no ranking da violência física contra menores no Brasil está Santana de Parnaíba, cuja taxa é de 24,6. Osasco vem na sequência, no 240º lugar e taxa de 13,4. Já a posição 299ª é ocupada por Carapicuíba, onde o índice é de 8,2. Em 335º lugar vem Itapevi, cuja taxa é de 5,4. E, em 407º está Cotia, com taxa de 1,5.

Já no ranking da violência sexual, a liderança é de Osasco, que aparece ainda na 61ª posição nacional, com taxa de 37,7 registros de violência (envolvendo estupros, assédio sexual, atentado violento ao pudor, exploração sexual e pornografia infantil) para cada 100 mil habitantes entre 0 e 19 anos. 
Dentre todos esses crimes, a violência lidera, com taxa de 76/100 mil, seguido pelos estupros, com 53/100 mil. No segundo lugar regional e ainda 135º no País aparece Cotia, com taxa geral de 21,1/100 mil. Carapicuíba é a 137ª, com taxa de 20,6. Jandira, que registra 10,9 crimes/100 mil habitantes, é a 220ª no ranking do País. Parnaíba e Itapevi vêm na seqüência, ocupando as 261ª e 262ª posições e com taxas de 8,2 e 8,1, respectivamente. 

Barueri fecha a lista na 298ª posição, cujo índice é de 6,3, mas destaca-se, ao lado de outras duas cidades da região, em outro triste ranking: o dos 100 municípios brasileiros com maiores taxas de suicídio na faixa entre 0 e 19 anos.

Nessa lista, Carapicuíba é a 16ª colocada. No ano passado, a cidade registrou 6 casos de suicídio nessa faixa etária, o que equivale a 4,9 casos a cada 100 mil habitantes. Itapevi e Barueri vem na sequência, na 87ª e 88ª posições. Cada uma delas registrou 2 suicídios de crianças e jovens no ano passado, mas Itapevi tem índice maior, de 2,7, contra 2,5 de Barueri, por possuir menor população nessa faixa etária.

Por Erica Celestini - Webdiario

 

Câmera Raposo »

Câmera Raposo tavares
D.E.R. - VIA OESTE

Tempo em Cotia »

Climatempo
Climatempo

Mapa de Cotia »

Google Maps
Google Maps

Finanças »

Indices Econômicos
Bovespa

Telefones Úteis »

Avatar
Serv. Emergência